5 passos para você manter a produção de radicais livres sob controle

5 passos para você manter a produção de radicais livres sob controle

Radicais livres são moléculas produzidas pelo nosso organismo e necessárias a vida. Para você ter uma ideia: os radicais livres participam de reações necessárias às células para que elas possam liberar um hormônio na corrente sanguínea, por exemplo. Esses radicais também são uma das principais armas que o sistema imunológico tem para matar microrganismos como as bactérias. Num processo inflamatório, os radicais são produzidos para sinalizar que são necessárias mais células de defesa para resolver o problema (Seja um corte na pele ou uma infecção por uma bactéria).

Mas então porque todo mundo diz que é preciso combater os radicais livres? Quando estamos saudáveis, cuidando do corpo, da alimentação e da mente, não é necessário combate-los. O sistema antioxidante consegue neutralizá-los quando eles não são mais necessários. O problema aparece quando esses radicais estão em excesso e/ou são produzidos continuamente como consequência de uma alimentação desequilibrada, do contato com substâncias tóxicas e raios ultra-violeta, de uma vida estressada, ou de doenças que não estão sendo devidamente tratadas como diabetes e doenças inflamatórias intestinais. Essa produção excessiva tem o nome de estresse oxidativo e deve ser combatida para reduzir o risco de envelhecimento precoce e o aparecimento/progressão de doenças crônicas.

Assim, para minimizar a produção desses radicais e ter uma longevidade saudável, listei 5 dicas práticas e viáveis para você incluir no seu dia a dia para manter-se longe do estresse oxidativo!

Dica 1. Pratique atividade física

Atividade física é uma forma natural de você fortalecer seu sistema de defesa antioxidante endógeno! Isso mesmo! A prática regular e contínua, principalmente de exercícios aeróbios, aumenta a nossa produção de enzimas como a superóxido dismutase (SOD), catalase (CAT) e glutationa peroxidase. Essas enzimas agem diretamente na produção de radicais, impedindo que eles se formem. A ação dos exercícios sobre esse sistema ocorre majoritariamente nos músculos estimulados, mesmo assim não deixa de ser relevante. Outra vantagem do exercício é que ele produz endorfinas, substâncias que melhoram o humor e promovem bem estar, te deixando mais preparada para combater as adversidades e desafios do dia a dia. Outra vantagem do exercício é no controle do peso. Quem pratica exercícios regularmente tende a sentir menos fome e manter o peso estável. Esse feito também pode te proteger de doenças neurodegenerativas, diabetes, obesidade, hipertensão que tem como componente da fisiopatologia o estresse oxidativo!

Dica 2: Alimente-se bem!

Se o exercício pode fortalecer o sistema antioxidante endógeno, a alimentação te ajuda a fortalecer o exógeno! Por meio da ingestão de frutas, verduras (principais folhas e vegetais coloridos) e cereais integrais, nós fornecemos ao organismo vitaminas antioxidantes como as vitaminas C e E, além de compostos fenólicos, potentes antioxidantes e anti-inflamatórios! A recomendação geral é que metade do nosso prato seja feito de vegetais e ¼ de cereais e grãos. Além disso devemos consumir pelo menos 3 porções de frutas diferentes por dia! Num páis como o nosso, em que a variedade de frutas é enorme, seguir essa dica é moleza né? E aqui, mais um dica: não precisa se preocupar em consumir as berries, como mirtilo e framboesa. Nossas frutas também são riquíssimas em antioxidantes. A dica para consumir a fruta rica nestes compostos é procurar no supermercado as frutas da época (safra). Assim você consegue bom preço, sabor e ainda mantem a variedade do paladar ao longo do ano!

Dica 3: Cuide da sua mente e da sua espiritualidade

Muita gente tem reclamado de cansaço, estresse, crises de ansiedade, medo, dificuldades para dormir, preocupações constantes. É o seu caso? Se sim, que tal tirar um tempo para você? Procure fazer uma atividade que você gosta e que te dê prazer. Algo que te faça desligar e se voltar só para você ou para o que te faz bem. Vale brincar com os filhos nos domingos de manhã, meditar ao acordar ou ao dormir. Dedique um tempo também às suas crenças e reconecte-se com você mesmo.

Dica 4: Durma bem!

Dormir bem é essencial. Descansa corpo e mente. Uma boa noite sono é recuperativa para os músculos, é bom para a memória e capacidade cognitiva, além de garantir bom humor e disposição para enfrentar o dia que se inicia. Se você tem dificuldades para dormir, faça a higiene do sono: duas a três horas antes de dormir, não fique em frente as telas (tv, celular ou tablet). Vá ler um livro, fique no quarto com pouca luz, tome um chá de erva doce, camomila ou maracujá para relaxar. Se ainda assim estiver difícil, converse com seu médico ou nutricionista e veja a possibilidade de tomar um fitoterápico para te ajudar a descansar. O Ansiless® pode ser uma excelente opção nesses casos.

Dica 5: Tenha o TetraSOD® como seu aliado

TetraSOD® é uma alga rica em enzimas antioxidantes, dentre elas a superóxido dismutase, conhecida como SOD. É a melhor alternativa do mercado capaz de fortalecer o sistema antioxidante endógeno, pois provoca o aumento da expressão e produção das enzimas antioxidantes SOD, CAT e glutationa, que são aquelas que agem impedindo a formação do radical livre. Você pode ter ouvido falar de outros ativos antioxidantes, como o GreenSelect Phytosome®, o TeamFast Quercetina Phytosome®, a Berganina® dentre outros. Eles são antioxidantes sim, mas fortalecem o sistema de defesa exógeno. Eles complementam a ação do endógeno de tal forma que o uso combinado de TetraSOD® e algum deles, por exemplo, TetraSOD® + GreenSelect Phytosome® é uma ótima forma de dar um burst na atividade do sistema antioxidante. Ambos são ativos com ação comprovada por estudos científicos, patenteados, com alta padronização e ação multialvo.

O diferencial do TetraSOD® é seu efeito sistêmico e sua alta atividade antioxidante. Ele estimula o sistema antioxidante do organismo como um todo, e seus efeitos são múltiplos. Na pele, reduz os sinais do envelhecimento por neutralizar os radicais livres formados pela ação dos raios UV. Da mesma forma, reduz o efeito casca da laranja, neutralizando os radicais livres que foram produzidos devido a uma inflamação do tecido adiposo subcutâneo. O combate aos radicais livres também reduz a inflamação típica das doenças inflamatórias intestinais, da obesidade, diabetes e câncer. No cérebro, reduz o dano das células neuronais retardando o avanço de doenças neurodegenerativas.

Agora que você já leu até aqui, e que você deve estar pensando nas possíveis dificuldades de colocar em prática essas dicas, eu gostaria de te propor uma reflexão: Como está a sua saúde? Como está seu auto-cuidado? Lembre-se sempre: você é o principal responsável pela sua saúde. Priorizar os outros a todo tempo é um gesto nobre, mas não é inteligente. Se você quer progredir no trabalho, ver seus filhos crescerem, sonha experimentar tudo que esse mundão tem para te proporcionar, você precisa, antes de tudo, ter a sua saúde como objetivo primordial. Afinal, se você não estiver 100%, como irá colocar a mão na massa para conquistar todos os seus sonhos, desejos e poder desfrutar bons momentos ao lado de quem você ama? Pense nisso e conte sempre com os profissionais de saúde que você confia para te orientar na busca por uma vida com mais saúde!

Beijo grande e até o próximo post!

 

Dra. Fernanda Drummond

 

 

Voltar